Descruze os seus braços e busque as maravilhas que o Senhor tem para você (Antonio Luiz Macêdo).

terça-feira, 22 de maio de 2018

Criados para viver em família


No primeiro capítulo do livro do Gênesis, após o faça-se de Deus, todo o universo foi criado. Após o façamos do Senhor, fomos criados nós – Homem e Mulher, à sua imagem e semelhança.

O que significam imagem e semelhança? Deus é Amor, nos revela São João. Então fomos criados à imagem do Amor para amar. Em contrapartida, semelhança nos indica comunhão, família. Sendo uno e trino – Pai e Filho e Espírito Santo - Deus retrata a família por excelência, vivenciando uma perfeita comunhão de Amor.

Dito isto, chegamos à conclusão é no seio da  família que aprendemos a viver a comunhão e o Amor. Fora destes patâmetros perdemos a nossa identidade com Aquele que nos criou. Lutemos a fim de que esta identidade não seja rompida pelo pecado, mas se isto acontecer, procuremos um sacerdote e confessemos o nosso pecado, para que a nossa identidade seja restabelecida através do perdão e da misericórdia de Jesus.

Paz e Luz
Antonio Luiz Macêdo


Leia mais obras do autor:

Acesse também:

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Mensageiros de Deus, anunciadores do Reino!


Esta é a missão que nos confere o Sacramento do Batismo. A partir do instante em que nos tornamos filhos de Deus  e irmãos de Jesus, temos como responsabilidade maior sermos mensageiros de Deus. E o que vem a ser um mensageiro? Qualquer pessoa que apresenta uma proposta, uma mensagem.

Nós, cristãos, apresentamos A PROPOSTA, A MENSAGEM, quando nos tornamos anunciadores do Reino. Não existem proposta e mensagem mais verdadeira, principalmente quando anunciamos com o testemunho, seguido de palavras. Eis o anúncio perfeito.

Marcos, no capítulo primeiro do Evangelho que escreveu, nos versículos de 1a8, nos apresenta as diretrizes do Precursor (João Batista), que deve ser as nossas diretrizes: simplicidade, humildade, entusiasmo e radicalidade, porque a Palavra de Deus jamais poderá adaptar-se a nós, mas nós e que devemos nos adaptar a ela.

Portanto, é chegada a hora de nos tornarmos mensageiros de
 Deus e anunciadores do Reino. Por quê? Porque o Reino de Deus está próximo.

Paz e Luz
Antonio Luiz Macêdo


Leia mais obras do autor:
Acesse também:

terça-feira, 15 de maio de 2018

Maria e a pedagogia do sofrimento


Todos nós sabemos que o sofrimento é inerente ao Ser Humano. É através dele que amadurecemos e aprendemos o valor da vida.

O exemplo mais plausível é Maria. Ela, além de encontrar o sofrimento, acolheu-o em seu coração; e no mais profundo da sua alma lembrava e encarnava as palavras de São Paulo: "Em todas as circunstâncias, dai graças, porque esta é a vosso respeito a vontade de Deus em Jesus Cristo" (I Tessalonicenses 5, 18). Aos pés da Cruz, a Fé alimentava a sua Esperança; e a sua Esperança alimentava a sua Fé.

Para seguirmos a pedagogia da Mãe é necessário ENCONTRAR o sofrimento; e em segundo lugar, ACOLHÊ-LO. O encontro e o acolhimento nos impulsionam ao louvor, porque somente após a Cruz vem a Ressurreição.

Paz e Luz
Antonio Luiz Macêdo


Leia mais obras do autor:

Acesse também: